Páginas

Olá a todos..... Primeiramente obrigado pela visita ao blog, que possa contribuir de alguma maneira para o conhecimento de todos. Objetivo é falar um pouco de algumas patologias neurológicas e tratamentos fisioterapêuticos. Alguns texto foram retirado dá própria web. Toda críticas e elogios serão bem vindo! Obrigado, e boa leitura... "Conhecimento guardado é conhecimento morto"

Distonia muscular


Distonia é o termo usado para descrever um grupo de doenças caracterizado por espasmos musculares involuntários que produzem movimentos e posturas anormais. Esses espasmos podem afetar uma pequena parte do corpo como os olhos, pescoço ou mão (distonias focais), duas partes vizinhas como o pescoço e um braço (distonias segmentares), um lado inteiro do corpo (hemidistonia) ou todo o corpo (distonia generalizada).
Na maioria das vezes, a causa não é conhecida. Acredita-se que os movimentos anormais sejam o resultado de uma disfunção de uma parte do cérebro conhecida como núcleos da base. Em algumas situações, quando os núcleos da base deixam de funcionar de modo adequado, alguns músculos contraem de forma excessiva e involuntária produzindo movimentos e posturas distônicas.
As formas focais de distonias são as que acometem uma região limitada do corpo. Na maioria das vezes, o início dos sintomas ocorre na idade adulta, geralmente após os 30 anos de idade. As primeiras manifestações são quase imperceptíveis, aparecem apenas em alguns momentos do dia e podem ser desencadeados por algum ato motor específico, como por exemplo falar, ler, escrever ou andar.

Os tipos mais comuns de distonias focais recebem denominação específica de acordo com a parte do corpo afetada e os principais são:

*Blefarospasmo
*Distonia oromandibular
*Torcicolo espasmódico
*Disfonia espasmódica
*Câimbra do escrivão

Blefarospasmo - É uma forma de distonia que acomete os músculos situados em volta dos olhos e que são reponsáveis pelo fechamento das pálpebras. Os primeiros sintomas aparecem na forma de um aumento na freqüência dos piscamentos, sensação de irritação nos olhos ou sensibilidade aumentada à luz. Com o passar do tempo, os piscamentos tornam-se mais freqüentes e intensos e dão lugar a espasmos musculares que dificultam a abertura dos olhos. Em alguns casos, pode haver grande dificuldade de visão e alguns pacientes necessitam de ajuda para a realização de suas atividades habituais. Os espasmos são agravados pelo estresse e pela exposição à luz intensa e por esses motivo muitos pacientes referem algum alívio com o uso de óculos escuros.

Distonia oromandibular - É caracterizada por espasmos no território inferior da face, tais como os lábios, boca, língua e mandíbulas. Dificuldade para abrir e/ou fechar a boca, mastigar, deglutir alimentos e articular as palavras são os sintomas mais freqüentes e contribuem para o embaraçamento social que muitos pacientes apresentam.

Disfonia espasmódica - É uma forma de distonia focal com envolvimento dos músculos das cordas vocais. A alteração da voz é causada por espasmos involuntários das pregas vocais, laringe e faringe. Freqüentemente encontra-se associada à distonia de outros músculos faciais. Dependendo do tipo de contração, a voz pode apresentar uma qualidade entrecortada, com falhas e quebras ou então apresentar uma sonoridade que lembra um sussurro.

O Torcicolo espasmódico - É a forma mais comum de distonia e acomete os músculos que sustentam o pescoço. Os espasmos podem ocorrer em um ou vários músculos de um ou ambos os lados. Dessa forma, a cabeça e o pescoço podem apresentar alterações variáveis da postura (rotação, desvio lateral, para frente, para trás ou uma combinação desses movimentos) Em alguns casos, o torcicolo pode produzir dor. Além disso, é comum a ocorrência de variações na intensidade dos sintomas que costumam piorar durante períodos de estresse e de cansaço e melhorar com o repouso ou quando em posição horizontal

A Câimbra do escrivão é quando um membro superior é acometido por movimentos distônicos, no início, os espasmos musculares ocorrem apenas durante um tipo específico de movimento como, por exemplo, escrever, digitar ou tocar um instrumento musical. Nessa fase, as distonias são conhecidas como câimbras ocupacionais. A mais comum é a câimbra do escrivão que ocorre apenas durante o ato de escrever e permanece restrita ao membro que está sendo utilizado. Entretanto, com o tempo, os espasmos podem ocorrer durante a realização de outros movimentos ou mesmo durante o repouso. Não se conhece a relação entre a utilização continuada de um grupo muscular e o aparecimento de distonia porém alguma disfunção nos núcleos da base parece ser decisiva para o desenvolvimento dos sintomas.

As Distonias Segmentares

Nas distonias segmentares, vários grupos musculares situados em regiões vizinhas são acometidos. O exemplo mais comum é a distonia cranial que é uma combinação do blefarospasmo e distonia oromandibular. Pode haver comprometimento da língua, faringe laringe, cordas vocais e músculos do pescoço.

Outros tipos de distonias segmentares incluem a distonia braquial (um ou ambos os braços), crural (membros inferiores) e axial (tronco e/ou pescoço).

As Hemidistonias

Podem ter início em qualquer idade e acometem os músculos de um mesmo lado do corpo. As partes mais acometidas são os membros de um mesmo lado. São mais raras do que as formas focais ou segmentares e costumam estar associadas a lesões estruturais nos núcleos da base do lado oposto ao do lado afetado do corpo.

As Distonias Generalizadas

São formas mais raras de distonias. Os primeiros sintomas ocorrem na infância ou na adolescência, geralmente na forma de contrações distônicas em um ou ambos os pés, inicialmente durante o andar e, com o passar do tempo, também durante o repouso. A evolução é lentamente progressiva e, com o passar do tempo, várias outras partes do corpo vão sendo envolvidas causando intensa dificuldade motora. Nos casos mais avançados, há dificuldade para andar e os pacientes necessitam ajuda para a maioria das atividades diárias. As distonias generalizadas podem ser esporádicas (quando não há outros membros afetados na família) ou hereditárias (quando ocorrem outros casos na mesma família).

TRATAMENTO
O tratamento ideal seria aquele que pudesse eliminar sua causa. Entretanto, apesar dos recentes avanços obtidos e do nível de sofisticação obtido pelos novos métodos diagnósticos, na maioria das vezes não se encontra uma causa para a doença. Dessa forma, os esforços tendem a concentrar-se em encontrar modos de reduzir a intensidade dos sintomas.
Tratamento farmacológico -
É aquele que utiliza medicamentos que podem interferir nos mecanismos de controle motor para reduzir a intensidade das contrações anormais. Esses grupo de drogas compreende os relaxantes musculares e algumas substâncias que atuam diretamente nos neurotransmissores dos núcleos da base. Costuma ser eficaz em algumas formas de distonias generalizadas da infância mas sua eficácia é bastante limitada nas distonias focais e segmentares do adulto.
Toxina botulínica -
A toxina botulínica é uma substância produzida pela bactéria Clostridium botulinum que possui a propriedade de interferir no processo de contração muscular. Isso pode ser feito de modo controlado injetando-se pequenas doses dessa substância diretamente nos músculos afetados. O tratamento é local e a ação ocorre exclusivamente em nível muscular. É o método mais eficaz para as distonias focais e segmentares do adulto e seus efeitos colaterais são discretos e transitórios. A ação terapêutica da toxina botulínica tem início poucos dias após a administração e seu efeito dura em média 2 a 4 meses. Existe, portanto, necessidade de injeções periódicas de toxina botulínica.
Tratamento cirúrgico -
Deve ser reservado para casos específicos, principalmente aqueles que apresentam pouco ou nenhum benefício com os vários tipos de tratamento medicamentoso.
Tratamento Fisioterapeutico -
Segundo Marsden e Quinn (1996) a fisioterapia é de grande beneficio para evitar contraturas musculares, e essencial após a aplicação da toxina Botulínica, pois desempenha um importante papel no controle postural, atuando no encurtamento muscular, na fibrose em alguns pacientes. Massoterapia, exercícios passivos e ativos, trabalho de consciência corporal, propicia alivio da dor e melhora condições da vida diária. A fisioterapia é um tratamento que tem beneficio quando empregado junto ao tratamento farmacológico prescrito pelo médico neurologista.

87 comentários:

  1. Meu braço esquerdo ´, no músculo acima do ante-braço esta se mexendo ja faz tres anos. Mexe durante alguns dias e depois pára por quatro ,cinco e até sdex dias e depois retorna a mexer. Estou preocupado e gostaria de saber se seria bom ir à um Neurologista, tenho 48 anos.

    ResponderExcluir
  2. Desde que tive depressão, comecei a sentir espasmos só do lado esquerdo do corpo e isso está acontecendo frequentemente. Não tenho controle derrepente o lado esquerdo começa a tremer todo e isso me causa muito mal. Tenho 53 anos.

    ResponderExcluir
  3. Acredito que com diagnostico de um médico neurologista e com uso de medicamentos, até mesmo o BOTOX, e também com Tratamento Fisioterapeutico venha ter bons resultados. Obrigada Rafael Fontenelle pelas informações.
    Nadja Valadares
    Salvador-BA

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho distonia desdde dos 5 anos . tenho 18 anos agora . ta piorando que faço ? dr. rafael.
    eu ando bem , falo e estudo . minha mão esquerda que repuxa agora ta de mais .

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Tenho distonia no pé direito já faz mais de três anos, movimentos envolutarios no dedo e que causa muita dor já fiz a aplicação da Toxina botulínica mais é tão ruim de consegui, parei de usar e agora a dor é insuportável não consigo anda nem mais 1 quilometro que chego a para porque não alguento de tanta dor será que o Sr RAFAEL FONTENELLE pode me ajuda outra coisa como fica a relaçaõ no trabalho porque não alguento nem fica em pé de tanta dor e a empresa já que me coloca pra fora devido a isso tem como se aponsenta por conta disso Doutor ......

    ResponderExcluir
  7. Tenho distonia generalizada. Desde os 6 anos de idade tinha muitas dores, especialmente nas costas, e fui tratada como tendo problemas de coluna. Com o passar do tempo, apesar de todas as fisioterapias, as dores se espalharam pelo corpo. Em 2002, tinha dificuldade para caminhar, pois meu braço esquerdo a cada passo levantava involuntariamente. Esse fato ocorreu quando já tinha completado 52 anos. E, desde então, não consigo andar pois tenho violentos espasmos no corpo todo. O diagnóstico foi fechado pela chefe da Neurologia do Hospital da Lagoa, RJ. Até hoje não encontrei uma fisioterapia adequada e as dores são cada vez mais intensas pela contratura muscular. Preciso de ajuda para aliviar meus músculos.

    ResponderExcluir
  8. DR:RAFAEL.ACHEI MUITO BOM SEU BLOG POIS É BEM INFORMATIVO DE MANEIRA CLARA E OBJETIVA. SOU RAFAEL DANTAS, ESTOU CURSANDO O 8º SEMESTRE DE FISIOTERAPIA E SOU MONITOR DA DISCIPLINA DE FISIOTERAPIA NEUROLÓGICA. ESTOU ATUALMENTE COM UMA PACIENTE COM O DIAGNÍSTICO DE DISTONIA E QUERIA SABER SE UTILIZAÇÃO DO FES CHEGARIA A COMPROMETER PELO OS DIVERSOS GRAUS DE ESPASTICIDADE.

    ResponderExcluir
  9. qual a reações da botulinica no torcicolo espasmodico

    ResponderExcluir
  10. sinto, a minha boca fica torta tremendo, e a mão direita enrigesida e desconfortavel o medico aplica injeççao de diazepam e fernegam...mais esse tramento paliativo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu fico envergonhado por estar conversando com alguém desconhecido a minha boca fica torta e tremendo também, vc conseguiu o tratamento? E qual é essa doença? Grato

      Excluir
  11. Olá, é possivel q uma sindrome do tunel do carpo grave possa causar distonia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é possível. E doença de wilson também. Essas doenças devem ser investigadas porque podem sim ser a causa de distonia. Estou me tratando com o Dr. Eduardo Mutarelli, em SP.

      Excluir
  12. Dr Rafael tenho uma coisa parecida com caimbra. Começa com repuchoes no braço, deois desse até a perna sinto uma sençasão de que vou me quebrar toda, no final parece que o meu lado esquerdo vai se enrrolando e quebrando, e desmanchando é horrivel. Me dá quando acordo de madrugada e não consigo dormir.As vezes acordo já começando. Já fui em um neurologista tomei tegretol uns 5 anos e não valeu de nada...O neuri disse que pode ser uma disrritimia. mas...!!! tenho isso a uns 15 anos. Não sei mas o que posso fazer. Moro numa pequena cidade que não tem medico especialista, não tenho muitos recursos. Hoje já tenho 50 anos, não sou sedentária, caminho e faço exercios fisicos diários... por favor me d~e uma dica em segredo. Lendo esta pagina achei umas coisas por ex o tal de hemidistonia. até parece um pouco... me dê uma luz por favor. Não deixe meu nome aparecer.
    Já lhe agradecendo. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  13. Tenho distonia diagnosticada na forma focal, tipo torcicolo espasmódico. Os sintomas começaram aos trinta anos, exatamente na faixa etária que se refere o seu blog. O neuro pediu uma RM antes do diagnóstico e após várias consultas fechou a suspeita. Faço tratamento com o anti depressivo Sertralina, porque é muito comum os pacientes se deprimirem e se isolarem por conta de serem notados nas festas sociais e reunioes de família. E não é raro entre os que não conhecem do problema fazerem piadas e "chacrinhas" com o fato. Minha postura é anormal nos albuns de fotos que nem quero mais sair nelas. Quando não sabia do que estava acontecendo me joguei no alcoolismo desenfreado. Sabe aquela fase que voce não aceita que está doente e nem quer saber do diagnóstico. Eu pensava que era o stres do trabalho, pois sou Agente Penitenciário. Hoje estou há ano e meio sem bebida alcoolica e alem da Sertralina o Neuro me passou antioxidantes,Ciclobenzaprina, Piracetan, DMAE, Vit. B6, Vit. E,Famotidina, e propanolol para diminuir o ritmo cardiaco porque nós distonicos somos muito ansiosos me parece, alem da fisioterapia,pompage é claro. Hoje tratanto os sintomas posso afirmar que não sou feliz por ser distônicos, mas sou um distonico feliz, e guardo as minhas esperanças e peço a Deus que ilumine os nossos cientistas, médicos e fisioterapeutas como o Sr.Rafael,que encontrem tratamentos alternativos ou descubrm a causa deste disturbio do movimento.Espero ter ajudado, assim como o relato de muitos me ajudou também. Grato! Edson

    ResponderExcluir
  14. Sou Fisioterapeuta e tenho uma paciente infantil com o diagnóstico de distonia focal na mão esquerda. Está em tratamento fisioterapeutico há 2 anos com poucos resultados, gostaria de uma sugestão para esse caso. Sem mais, aguardo!

    ResponderExcluir
  15. Meu marido começou a ter movimentos involuntários na boca e face direita e esquerda.O neuro disse que é neuropatia periférica, mas ele tem depressão e toma medicamentos a muitos anos ,isso pode afetar mais ?

    ResponderExcluir
  16. Olá
    Gostaria que comentasse sobre os tratamentos para tique nervoso, pois meu filho apresentar movimentos involuntários na cabeça, boca e em uma das pernas, faço tratamento com antidepressivos a 5 anos , mas sem sucesso. hoje ele tem 15 anos e está sofrendo muito e tendo sua vida social comprometida por causa desse sintomas. Poderia me indicar um médico ou hospital de referência para esse tratamento? obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PROCURE UM NEUROLOGISTA,NO HOSPITAL DE CLINICAS,SE HOUVER NECESSIDADE DA TOXINA BOTUL.SERÁ GATUITO,POIS A MESMA É IMPORTADA.

      Excluir
  17. Dr. boa noite, tendo em vista que a distonia parece não ter uma cura especifica ainda, mas que se busca manter uma qualidade de vida tentando amenizar suas consequencias. Pergunto se a massoterapia pode ajudar nesse sentido e de que forma ela pode melhorar a vida da pessoa portadora dessa doença? Se puder me responder no email guinga_san@hotmail.com fico agradecido, se alguem mais souber se a massoterapia auxilia ou não agradeço.

    ResponderExcluir
  18. tenho distonia generalisada começei a faser o uso de levodopa sera que com passar do tempo eu desencadear outro problema por ta com essa madicaçao pois pra minha distonia o levodopa faz um exelente efeito fico muinto bem

    ResponderExcluir
  19. boa noite, queria saber a diferenca de distonia e distrofia muscular ?

    ResponderExcluir
  20. Dr, meu filho tem 6 anos, sempre fez tratamento neurologico, a medica dizia ele ser hiperativo. De um ano pra cá ele apresentou muitos movimentos involuntarios, nos braços, ombros e agora face(boca e olhos) toma o medicamento riss 1 mg, meio comp de manha e meio a noite. o que devo fazer? Ele melhorou 10%. mas foi p face?

    ResponderExcluir
  21. Bom eu tenho 16 anos aos 15 começei a sofrer com movimentos involuntarios, fiz varios ensames onde todos deram normais. Por fim descobrir que eu tenho uma hemidistonia, porém nem a fisoterapia e nem os medicamentos serviram.
    Estou com dificuldade de andar pois o meu pé direito e minha mae sobre com esses movimentos.

    Eu queria saber quais as chances de que eu possa voltar ao normal completamente ou se não tem cura?
    Bom DR. Se vc poder me responder eu ficaria muito feli pq já faz mais de 1 ano com esse problema e no meu caso só vem piorando?

    Bom egnorem a foto do perfil

    Qualquer noticia por favor entre em contato.
    conceicaorebelde@hotmail.com

    ResponderExcluir
  22. FIQUEI FELIZ EM CONHECER SEU BLOG !!! PRINCIPALMENTE EM DESCOBRIR QUE NÃO SOU PORTADORA DA DISTONIA,PROCUREI PQ ESTOU COM ALGIA LOMBAR PERSISTENTE,E COMO JÁ SOU BIPOLAR,SÍNDROME DE PÂNICO,E UM POUCO DE SINTOMAS DE ESQUIZOFRENIA,E APRESENTO,ASTENIA,ACATISIA,SONOLÊNCIA,ETCESTAVA ASSOCIANDO A LOMBALGIA A DISTONIA E PELAS SUAS EXPLICAÇÕES MUITO CLARAS E OBJETIVAS E PELOS DEPOIMENTOS ,DOU GRAÇAS Á DEUS DE NÃO TER MAIS UMA PARA MEU CURRICULO,OBRIGADA,ABRAÇOS!!!

    ResponderExcluir
  23. Olá, gente. Sou um fisioterapeuta também. Quando li sobre o caso do Rafael um caso de torcicolo lembrei-me de que um dia tratei um cliente em Rib Preto com diag de "Distonia de esterno cleido mastoideo" meu pcte já estava acometido havia dois anos; não podia mais dirigir, e fugiu das aparições em público. Iniciei tto com gelo na região deste músculo por 20', depois solicitava que o mesmo ficasse lendo algo na posição "acima e do lado contrário" ao vicio muscular.Em seguida fazia alongamento passivo com objetivo de alongar o músculo acometido também por mais 20'. Após 20 dias, começaram a aparecer os resultados. Então iniciei outra conduta; a de colocar meu cliente a andar de bicicleta. Passados mais 20dias, meu cliente já sustentava a cabeça centrada! com raros e rápidos espasmos. Eis que senão quando, meu cliente virou para mim e pediu a suspensão do tto, alegando que seu guia o orientou a abandonar o meu tratamento!?? sei lá por qual motivo. Ou Freud ou Alan Kardeck deve ter alguma explicação. Cordiais saudações. Alcebiades (Brasília DF)

    ResponderExcluir
  24. Drº Gostaria de saber o que faço,pois tenho um Primo de 46 anos que tem um ano q começou a sentir muitas dores em cima dos olhos,ele pensou de ser sinusite,mais até que depois de ir a tandos medicos,descobriu q ele tem,Distonia Ocular,e agora é muita dor e as vezes sai uma lagrima dos olhos e q ardem de mais.Eu percebo que ele ficou muito triste,pois o medico neuro falou pra ele q tem um tratamento c/Butox,mas ér muito caro.Ele é pai de duas filhas e ñ sabe o que fazer para fazer este tratamento,por saber que é nuito caro,e que aqui onde moramos não faz.O que o Srº Dr.nós aconselha?Tem alguns meios par conseguirmos fazer pelo SUs?Moro em um interior da Bahia Itaberaba 400km de Salvador=Ba.Familia pobre que pedi Socorro nos ajuda ai Dr.Jesus te abençoa e te proteija.Boa noite

    ResponderExcluir
  25. tenho distonia caimbra do iscrivao a mais de oito anos nao estou conceguindo mais escrever gostaria de saber se tem algum medicamento novo e qual o esame que da esse diaguinostico obrigado maria de fpolis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dita, o exame é a eletroneuromiografia. Fiz com o Dr. Mário Broto ou Brotto em São Paulo. Se prepare psicologicamente, seja forte. No começo ele coloca os choques (são suportáveis, onde menos tiver distonia você sente os choques mais fortes), depois me mandou escrever do jeito que saísse enquanto a máquina captava os meus estímulos ao escrever (nessa fase você não sente nada). Por fim ele fura com uma agulha em vários pontos e manda você fazer algum movimento para a máquina captar também. Tenho 33 anos e comecei a sentir os sintomas com 28, fui diagnosticada em 2010, com 30 anos.
      O pior do exame é que ele é longo, então a gente vai enfraquecendo na nossa capacidade psicológica de suportá-lo.
      Antes desse exame, fiz tomografia, ressonância, rx, muitos exames de sangue para eliminar outras doenças. Espero ter ajudado. Mas é o que eu digo: já que carregamos o ônus da doença, devemos usar os bônus que ela venha a nos trazer. É deficiência física e pode isentar de alguns impostos e concorrer a vagas de deficientes em concurso público.Não deixa de ser uma compensação por nosso sofrimento e tantas situações constrangedoras pelas quais passamos. Um abraço, Fernanda Araújo.

      Excluir
  26. Lillyan - lillyan.servino@gmail.com8 de janeiro de 2012 14:22

    Olá Dr. Rafael!

    Fiquei muito feliz em encontrar no seu blog os detalhes e sugestões para o tratamento da distonia muscular. Tenho 37 anos e comecei a ter os sintomas por volta dos 5 anos, ao desenvolver a coordenação motora fina e apresentar os tremores.

    Na minha opinião os portadores de distonia precisam se apoiar numa equipe de profissionais, afim de melhorar os sintomas, neurologista, fisioterapeuta, psicólogos, yoga, enfim procurem atividades q lhe deem prazer, até mesmo uma simples caminhada.

    Atualmente a minha distonia esta estabilizada, tomo medicamentos para ansiedade, inevitável nos dias de hoje.

    Parabéns pelo blog!

    Abraços.
    Lillyan

    ResponderExcluir
  27. A neuromodulação é uma cirurgia que pode salvar todos que tem distonia muscular aliviando todo os sintomas :D

    ResponderExcluir
  28. antonio de repente sinto uma forte dor do lado esquerdo,por baixo das costelas e sinto uma sensação de gases,aí começo a transpirar,é uma dor como contrações, vcpoderia me dizer o que possa ser isso,pois tenho escoliose e bico de papagaio,tem a ver ,me ajude pois estou preocupada pensando que é problema no coração.obrigada.

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde doutor!
    Eu tive um acidente de moto que prejudicou um pouco a meu braço direito, sou destro mas por causa do acidente meu braço direito treme involutariamente, sempre que começo a escrver minha mão treme muito ai tenho que parar, as vezes tento escrever com a mão esquerda mas por não ter pratica escrevo muito devagar. Eu vou trenar a minha mão direita mesmo, vcs tem algum exercicio de caligrafia para temar minha mão direita ou tem como acabar com esse espasmos com algum medicamento.
    Agradeço desde já pelo empenho na solução deste probema, uma vez que sou um cidadão merecedor de uma oportunidade de recuperação, pois eu sou mais um das vitimas de trânsito deste País.

    ResponderExcluir
  30. Gostei muito de sua explanação sobre a distonia. Achei a linguagem do texto muito clara e objetiva portanto, adequada a variados grupos de leitores. Sou jornalista e portadora de distonia. Aproveito para perguntar-lhe se sabe o nome do hospital que faz cirurgias no Ro de Janeiro. Obrigada...

    ResponderExcluir
  31. Dúvida: ao que tudo indica, tenho Caimbra do Escrivão. Li a bula do remédio que a neurologista me indicou e tive medo dos efeitos colaterais. O que pode acontecer se optar por NÃO TRATAR, já que não tem cura?
    Aguardo uma resposta.

    ResponderExcluir
  32. Olá dr Rafael,tenho paralisia cerebral e gostaria de saber se eu posso fazer a mesma cirurgia que o pianista João Carlos Martins fez para eliminar a distonia...

    ResponderExcluir
  33. Olá!
    Tenho um filho portador de uma rara doença degenerativa contada no filme O óleo de Lorenzo (Adrenoleucodistrofia)ele tem espasmos, e um pouco de distonia. Temos um blog http://guiguirodrigues.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Bom dia!
    Primeiramente, parebéns pelo site! Acabo de sentir uma tensão enorme no lado direito do pescoço, associada à dor intensa e repuxamento semelhante à cãimbra. É a 2ª vez que me ocorre,mas agora bem mais forte ( a 1ª, há 20 dias).No momento que ocorreu, eu estava numa posição forçada, com uma criança ao colo e virada para o lado direito. Essa sensação irradiou até à parte frontal do pescoço. Foi-me diagnosticado há 8 anos atrás, polineuropatia. Daí estou investigando o motivo desse incomôdo e acho este site. Não tenho tomado medicamento para polio, mas, apresentando quadro depressivo recentemente, estou sendo acompanhada pela neurologista. Por favor, queira me orientar. Não quero contar à médica, por enquanto, estou medrosa e insegura. Sou artista plástica e receio que esse evento possa me inibir minha atividade. obrigada.

    ResponderExcluir
  35. BOA TARDE
    DR< Tenho espasmo facil do lado esquerdo,há oito anos venho tomado botox<naõ estou vendo resultado,minha voz e HORRIVEL,as pessoas naõ entende o que falo,tenho que falar devagar!gostaria de saber com tratar o espamo na voz!favor me responder pelo meu e-mail-goiafarias@hotmail.com
    Att,
    Maria da Gloria Pereira farias

    ResponderExcluir
  36. Olá Sou Adriana e há dois anos estou tentando ter um diagnostico sobre o meu problema, que supostamente seria uma distonia hereditária, pois meu pai falecido há 4anos apresentou movimentos distonicos no tronco, pescoço e braço, fez uso de botox, mas faleceu sem um diagnostico fechado. Eu iniciei há 2anos com movimentos na perna esquerda (chute) e contração da coxa, braço esquerdo, tronco e pescoço, porém com diz a médica os movimentos são anormais, pois exeto a perna, os outros movimentos se apresentam em "crises", todo mês tenho, alguns meses duram dias, outros algumas horas, em varios dias, como não tenho um diagnostico preciso, não tomo nenhum medicamento. Faço acumpultura que me ajuda a relaxar, os medicamentos receitados são antidepressivos, e medicamentos que causam dependencia quimica, então NÃO TOMO. Preciso encontrar alguem que esteja realmente interessado a estudar o meu caso e me tratar se souberem de alguem agradeço. adri.lima.souza@gmail.com

    ResponderExcluir
  37. ola meu nome é bruna, e comecei a ter esses sintomas as 17 anos, e agora estou com 18 anos e hoje tive um ataque meus pés e maos se contrairam e meu pescoco e olhos ficaram sendo contraidos para tras e com muita dor de cabeca na parte da frente da cabeca na testa. senti um pouco de febre antes do ataque e depois comecei suar frio. ano passado fiz exames neurologicos e nao deu em nada, e no inicio do ano tambem. por favor vc pode mim da um resposta si os meus sintomas sao de distonia. responda o mais rapido possivel pro meu email. bruna_123luana@hotmail.com

    ResponderExcluir
  38. Dr. Rafael, boa noite, fiquei muito feliz em descobrir esse seu blog, pois a 3 anos sinto a minha mão direita tremer, só quando escrevo, principalmente rápido, agora resolvi procurar um médico e ele diagnosticou a tal de distonia, caimbra do escrivão. Aqui na minha região não tem um especialista no caso. O Sr. acha possivel ficar bom? estou sendo prejudicado, terminei o curso de direito agora e não posso fazer o exame da Ordem, porque não dou conta de escrever as peças na segunda faze. O Sr. sabe de algum médico especialista na área aqui na região Centro Oeste?

    ResponderExcluir
  39. DR. RAFAEL,BOA NOITE!!! ADOREI TER DESCOBERTO O SEU BLOG.MAS TENHO UM PROBLEMA TENHO CAIMBRA QUE VAI DO PESCOSO A CABEÇA E DA NORMALMENTE QDO VIRO A CABEÇA OU AS VEZES DÁ SEM MAIS E SEM MENOS.EU CHEGO A CHORAR DE DOR E DEPOIS PASSA!! MAS É UMA CAIMBRA MUITO FORTE,FUI AO MEDICO DO INPS E ME DISSE QUE ISSO E NORMAL,MAS Ñ ACHO PQ E MUITO INCOMODO,E AS VEZES ME DA DOR ATE NO OUVIDO ME RESPONDA O QUE É ISSO E O QUE DEVO FAZER PRA MELHORAR.OBRIGADA!!

    ResponderExcluir
  40. estou com tremo no olho esquerdo e o labios tremem eu ja tive espasmo uma vez sera que pode ser consequencia disso ou devo procurar um neuro

    ResponderExcluir
  41. Olá, eu tenho nas mãos não consigo escrever, mais o Artane você fica com algumas funções cognitivas visão memoria ficam prejudicadas e paranoia, começou no mão direita agora é nas duas, não tenho escrita digital consigo com facilidade agora escrever segurar a caneta é impossível,cansei de tomar artane, não aguento mais seu efeitos colaterais, SUS prefiro nem comentar !

    ResponderExcluir
  42. Bom dia meu nome é Marcio Roberto DR parabens pelo Blog,queria tirar uma informação.Minha mãe esta passando por um problema muito estranho,Hoje mesmo aconteceu este problema O Braço e perna dela começa a tremer e repuxar quando isso acontece o pé dela chega a dobrar,ai pegamos e começamos a fazer tipo uma massagem,ai o Braço e perna para de repuxar quando fazemos o alongamento,mas so que depois disso fica uma meia hora dormente ,ai depois ela volta andar normal e mão e braço volta tudo ao normal que seria isso,Um extress,sistema nervoso,coluna.Dr moramos numa cidade pequena sem especialistas,queria tirar mais informações sobre o problema e saber se é um espasmo,movimentos voluntarios,e qual procedimento e qual especialidade tenho que procurar.
    Obrigado DR aguardo anciosamente por uma resposta

    ResponderExcluir
  43. Boa tarde Dr.Rafael,minha esposa tem 45 anos,tinha depressão e teve uma parada cardiorespiratória em 2005 , ficou 21 dias na uti e até hoje não foi descoberta a causa.Praticamente não ficou com sequela nenhuma,porém de uns tres anos pra cá apareceu um espasmo, forte tremor com um choque que doi muito ,que começa na parte lateral direita da cabeça pega na escapula e vai até o braço, a minha esposa toma êxodo e rivotril,aguardo resposta!grato nilton.

    ResponderExcluir
  44. Olá Dr. Rafael sofro desse mal também,chamado disfonia espamodica,faço tratamento com botox há 10 anos, sofro muito porque eu dependo da minha voz para trabalhar, sou professora muitas vezes meus alunos perguntam: professora vc está chorando está nervosa tenho que ficar dando explicações isso é muito chato e desagradavel não aguento mais,peço para Deus todos os dias que me livre disso,por favor Dr. me ajuda.leonice.nascimento@hotmail.com

    ResponderExcluir
  45. OLá Dr.Rafael , eu tenho 27 anos e venho sofrendo des dos 22 anos mais ou menos ,vim percebendo com o tempo que minha escrita não é mais a mesma , quando começo a escrever minha mão e meu braço começa a doer muito e a escrita fica tremida e a caneta não fica firme. Não sei o que está acontecendo , se tenho alguma distonia,só sei que isso me deixa com a alto estima baixa e muito insegura.Quando tenho que assinar ou participar de alguma entrevista que tenha redação já fico nervosa só de pensar que tenho que escrever.Ainda não procurei nenhum médico , pois não tenho convenio e não sei aonde procurar e por onde começar.
    O que eu faço Dr.Rafael?

    ResponderExcluir
  46. Boa noite, pelas características descritas minha mãe está sofrendo com "Distonia oromandibular", ela já teve este problema uma vez. A doença veio do nada, a língua dela não conseguia ficar parada na boca, era o tempo inteiro mexendo e querendo sair da boca. Depois de um ano e meio procurando diversos tratamento, da mesma forma que a doença veio foi embora.
    Agora depois de uns 5 anos ela apresenta novamente esses sintomas, mas agora não consegue comer direito e a boca fica inquieta.

    O Sr. atende onde? Em qual cidade? Não quero ver minha mãe sofrendo novamente com essa doença.

    Obrigada
    alves.anaapaula@gmail.com

    ResponderExcluir
  47. Pela primeira vez, leio o que de fato está acontecendo comigo, minha mão pula involuntariamente. Lembro quando jovem e na faculdade, durante uma prova minha mão pulava, como dizem "paguei um mico" na frente do professor. Isto acontece várias vezes no dia.
    Muito interessante saber o nome do que tenho e ver que é uma doença tratável, inclusive saber que exercícios físicos ajudam a evitar este puxões da mão. Obrigada e ieri procurar um Neuro. Abraços

    ResponderExcluir
  48. DR:RAFAEL SOU JHON- TENHO 35 ANOS E DESDE 18 MEU PESCOÇO COMESOU Á REPUXAR INVOLUNTARIAMENTE DO LADO DIREITO, EU SOFRO DE MAIS COM ISSO ATE EMPREGO EU DEIXO DE ACEITA PQ E MUITO ORIVEL ISSO E TOMO O MEDICAMENTO LORAX 2MG ELE SO ALIVIA POR 8 HORAS +OU- 60% DE MELHORA COM EFEITO DO REMEDIO E GOSTARIA DE SABER SE TEM SIRUGIA OQUE EU FAÇO JA FUI EM MUITOS MEDICOS SO PASSAM OS MESMO REMEDIOS RIVOTRIL,LORAX.ETC... GOSTARIA MUITO DE SUA AJUDA POR FAVOR JM.VIX@HOTMAIL.COM OLHA NAO TEM PREÇO QUE PAGUE ESSA SUA AJUDA DR AGUARDO SUA ORIENTAÇÃO BOA NOITE!!!

    ResponderExcluir
  49. Legal!!! Isso aqui é um BLOG mas o autor não responde nenhum dos questionamentos. ó... Nota 10!!!!

    ResponderExcluir
  50. Socorro. Por favor preciso de uma dica para o meu problema. Quando escrevo, assino ou digito, meu pescoço vira forçadamente para o lado esquerdo. Ou seja eu vou escrevendo e digitando e meu pescoço vai virando para o lado. Só consigo ter alguma facilidade se segurar o queixo para escrever ou assinar. O que pode estar acontecendo. Muito Obrigado. welderleal@hotmail.com

    ResponderExcluir
  51. gostei das informações mas o meu problema é que de vez em quando o meu lábio no canto esquerdo fica tremendo e siinto uma frieza na face esquerda, me ajude com alguma informação.

    ResponderExcluir
  52. Dr Rafael sou Heloisa o filho do meu marido tem 5 anos e ele tem espasmos toda vez que ele vem passar o fim de semana com agente é um espasmos um atras do outro e fica sem dormir tres dia e as tres noite isso é normal a mãe dele dis que é eu ja acho que não Dr. oque fazer ou que tratamento se faz pra comtrolar desde ja agradeço.

    ResponderExcluir
  53. Dr. Rafael sou Edmilson, nos ultimos meses tenho tido repuxamento no lado esquerdo da minha boca, isso ocorre sempre depois do ato sexual ou antes de um compromisso que exige muito de mim. Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  54. Boa tarde a todos!

    Meu nome é Mirian Ramos, sou professora - graduada em Letras, moro em Tocantinópolis, TO.
    lendo os depoimentos resolvi compartilhar com vocês um pouco da minha história. Em 1998, comecei a senti um incômodo para escrever mas, achava que isso acontecia pelo fato de escrever muito. Fui mudando constantemente a maneira de pegar na caneta, e a letra ficando cada vez mais feia. Já por volta de 2002 desconfiei que não era algo normal. E só fui piorando. Em 2012 foi terrível, adquiri contraturas nos dois braços de tanto forçar para escrever e digitar. Comecei então a "VIA CRUCIS", de médico em médico: CLÍNICO GERAL, NEUROLOGISTA, ORTOPEDISTA, NEURO NOVAMENTE. Hoje tenho o diagnóstico: Atividade distônica nos membros superiores. Escrevo apenas meu nome (com dificuldade e dor), digito apenas com a mão esquerda,dificuldades para: tomar uma xícara de café, pintar as unhas - a manicure precisa segurar minha mão bem firme,dificuldades com calculadora, agenda de celular dentre outras. Atualmente, estou de Lic. Médica, aguardando Remanejo de Funação (tentando consegui). Quem quizer entrar em contato, estou à disposição no email: myryanramos65@hotmail.com ou no FACE - MIRIAN RAMOS.
    Abraço a todos

    Mirian Ramos
    Miria Ramos

    ResponderExcluir
  55. boa tarde! tem dois anos que os nervos da parte da frente do meu pescoço repuxão qual tipo de distonia seria?

    ResponderExcluir
  56. Olá pessoal. Estou sofrendo há 8 meses com espasmos pelo corpo todo, aprece choques e já fiz todos os exames (eletroneuromiografia, tomografia, etc) e todos deram normais. O que pode ser? Sou muito ansiosa e estou sofrendo muito com isso e com medo pois tenho um filho de 3 anos. Me ajudem.

    ResponderExcluir
  57. olá Dr.trto sindrome do pânico ha mais ou menos 12 anos uso o medicamento alprazolan e fluoxetina de uns messes para cá tenho um tipo de choque na barriga e a cabeça o resto do corpo treme so que é com passadas;é horrivel pois preciso de alguem perto de mim para me ajudar me segurar se não eu perco o controle depois que passa da uma canseira danada ...por favor Dr.RAFAEL o Sr. poderia me dar uma explicação porque o pisiquiatra que eu trato a sindome do pânico diz que não sabe o que é obrigada Dr.se o Sr. puder me ajudar ficarei muito grata.

    ResponderExcluir
  58. Olá. Boa Noite.
    Me chamo Bruno, tenho 19 anos.
    Há cerca de 3 anos atrás começou em mim um problema de contração muscular no meu pescoço. Isso me deixa aflito, porque é uma coisa muito triste, já que esses problemas vem justamente quando estou em público. Quando isso ocorre, minha mão fica gelada; suo frio.
    Quando estou estressado, nervoso ou me assusto com alguma coisa, é que dá os espasmos com mais intensidade.
    Aos 12 anos eu tive reumatismo precoce. Descobri que tinha reumatismo, porque justamente meu pescoço doia demais; acordava com torcicolo todos os dias.Foi nessa época que minha mãe me levou ao médico. Fiz o tratamento, e amenizou as dores.
    Para piorar tudo, quando entrei na adolescencia, comecei a ter depressão e ficava extremamente estressado.

    ResponderExcluir
  59. Eu tenho distonia total, só que graças a Deus não fico muitos dias travada mas doí muito. As torções são terríveis, parece que estou torcendo um pano ou esticando um elástico. Isto acontece no corpo inteiro. Sofro muito também com barulho, a sensibilidade auditiva é grande. Tomo medicamento: Artane 5 mg e fumarato de quetiapina de 25 mg. Não consigo ficar muito sozinha. Sou de Florianópolis, SC.

    ResponderExcluir
  60. Boa Noite dr. minha irmã tem 36 anos ,desde os 25 anos tem tremores no braços, inclusive já perdeu a escrita, inicialmente foi diagnosticado como caibra do escrivao, depois como psiquiatro, como distonia muscular, enfim, como poderemos ter um diagnostico mais preciso, aqui em Belém/Para, existe algum especialista no assunto? pois , ela é sozinha separada e tem dois filhos menores, nossa preocupação é grande visto qu ela já esta tendo tremores tambem na perna.

    ResponderExcluir
  61. Boa tarde, tenho 33 anos e desde os 28 anos que tremo das maos e por vezes do corpo todo. Também ando mal e não consigo caminhar por muito tempo porque o meu pé direiro repuxa para o lado e nao assenta no chao, para elem disso tenho espasmos durante a noite que por vezes acordo. Fiz muitos exames e nada acusou, neste momento foi me diagnosticado distonia.qual o melhor forma de diagnosticar esta doença porque este é o quinto neurologista que vou e é o segundo que me fala nesta doenca. Vou ficar sem andar? Como poderei caminhar melhor e qual o melhor tratamento, nesta fase inicial é complicado porque nao sei nem o que fazer e nem como fazer

    ResponderExcluir
  62. Boa noite, minha filha tem 1ano e 2meses e começou a 2 dias um tremor nos olhos, na boca e no membro superior do lado direito. as crises acontecem 5,6 vezes durante o dia! ela está internada e já foi medicada com carbamazebina, gardenal e diazepan mesmo assim as crises continuam e os médicos não pedem exames como tomografia ou um eletrocefalograma para um diagnostico mais preciso! por favor me ajude o que pode ser!

    ResponderExcluir
  63. Boa tarde, tenho 30 anos de idade e sou informático. Já desde 2010 que quando escrevo meu dedo apontador treme bastante, principalmente quando estou nervoso e perante pessoas. Peço ajuda para resolver este problema pois para me e bastante embaraçoso quando tenho que assinar um documento ou quando estou perante um exame não o consiga fazer pois o meu dedo treme bastante. Quero só salientar que no inicio 2010 a intensidade era muito forte mas hoje diminuiu bastante, mas mesmo assim continuo tremulo perante pessoas ou mesmo sozinho.

    ResponderExcluir
  64. Bom dia, tenho mielite desde janeiro, td começou depois de uma cirurgia de calculo renal, depois da cirurgia eu não conseguia mais me movimentar, fiquei 20 dias no hospital fazendo tratamentos com remedios e exames depois, sinto os sintomas até hj e principalmente essa distonia muscular, ocorre qdo vou durmir ñao tive mais uma noite sossegada de la pra cá, do quadril para baixo repuxa tudo parecendo que vai quebrar os ossos do meu corpo de tão forte que é, isso ocorre a noite inteira a cada movimento que faço, já fiz aplicação de botox em uma parte da perna e faço fisioterapia pois tenho dificuldades para andar devido a mielite.depois que acordo fico com a coluna queimando e doendo, por favor me ajudem.

    ResponderExcluir
  65. Caro Rafael, gostaria de dividir com você e os seus leitores, a comunidade Distonia Brasil Centro Norte.

    https://www.facebook.com/DistoniaBrasilCentroNorte?fref=ts

    Os portadores de distonia, doença que leva a posturas involuntárias, muitas vezes dolorosas e estigmatizantes, tem dificuldades em conseguir ajuda. A maioria deles conseguem suporte em centros médicos das grandes cidades do Brasil. Nas regiões centro-oeste e norte do pais, os centros e os especialistas formados para o tratamento dessa condição são mais escassos. É por tal motivo que criamos essa página. Procuramos fornecer ajuda por meio de tratamento e informações aos portadores de distonia residentes em locais afastados dos grandes centros médicos do sul e sudeste brasileiros.

    Desenvolvemos o Centro de Tratamento de Distúrbios do Movimento e Toxina Botulínica, no Hospital Anchieta – Clínica Unineuro – Taguatinga/DF, com a finalidade de aproximar neurologistas especialistas em distúrbios do movimento para a nossa região e assim oferecer tratamento especializado nessa doença.

    http://www.unineuro.com/portal/

    Peço a sua ajuda para difusão.
    Coloco-me à disposição.

    Miguel Cesar Merino Ruiz
    Neurologia Clínica/Distúrbios do movimento

    ResponderExcluir
  66. DOUTOR EU FAÇO TRATAMENTO PSQUIATRICO A 7 ANOS COM :OLCADIL4 MG, LIMBITROL, EFEXOR-XR E MITARZAPINA, MAS DE 1 MES PRA CA NÃO CONSIGO ESTICAR O BRAÇO ESQUERDO COMO O DIREITO SERA QUE NÉ DE ORDEM NEUROLOGICA NÃO SINTO DOR, OQ VC PODE ME DIZER SOBRE POSSIVEIS CAUSAS , AQUARDO ANSIOSO. MEU E-MAIL:JACLSONG3UCL@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  67. Boa tarde!

    Tenho frequentes espasmos na região frontal da cabeça (testa). Já fui em neurologistas e até psiquiatras, mas não obtive nenhum resposta satisfatória para o meu problema. Estes espasmos acontecem mais na hora de dormir, porém, já ocorreram durante o dia também.Apesar de durarem poucos segundos, me dá uma sensação enorme de medo, causando palpitação a aceleramento nos batimentos cardíacos. Poderia me orientar: Fico muito grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha!! eu gostaria de ser médica para falar com conhecimento de causa, mas acredito que uma casa espírita Kardecista, que tem tratamentos de desobcessão, irá te ajudar muito, se você não tem problemas físicos, neurais, que seu neurologista já tenha te informado, procure pois acredito que suas sensações irão sumir, acredito que com o tempo seus movimentos involuntários também!
      Além do mais se você tem medo, peça ajuda coloque nas mãos de Deus e ele vai te levar automaticamente a solução, lembre-se que todos temos um anjo ha nos proteger!

      Excluir
  68. Pelo jeito as perguntas aqui ficam sem respostas mesmo, então nem adianta!

    ResponderExcluir
  69. Olá doutor, li sua matéria sobre distonia. Eu apresento uma contração involuntária na mão direito, na região próxima do dedão - mas sem dores . Isso seria uma distonia focal ? Na minha adolescência, apresentei muitas cãibras nas pernas, causados pelo stress. Nesse ano, estive muito ansiosa e muito stressada. O que eu posso para parar com esse tique ? É curável ? Se possível, responda no meu email : laraberardo@gmail.com

    ResponderExcluir
  70. Olá, doutor.
    Gostei muito do seu blog, pois venho buscando informações sobre o meu problema e já estive em vários especialistas que pouco me orientaram. Tive uma paralisia facial aos 12 anos causada por herpes zoster e fiquei com espasmos nas mandíbulas, oque me dificulta falar com fluência, tanto em público como em casa, com a família. Quanto mais tenho os espasmos, mais nervosa fico e eles aumentam de intensidade. Isso está me prejudicando muito, pois sou professora e preciso falar fluentemente diariamente. Percebo que a medida que o tempo passa, a frequência dos espasmos aumenta e evito me expor em público por causa do constrangimento. Hoje tenho 39 anos. Gostaria de saber qual especialista procurar e se há algum tratamento ou medicamento que poderia utilizar. Por favor, me ajude. Meu email é irssak@folha.com.br.
    Marisa

    ResponderExcluir
  71. Dr. Rafael,gostaria de saber se a distonia causa DIMINUIÇÃO DE ESTÔMAGO? Fui diagnosticada e o médico disse que é por causa do meu problema... Tenho paralisia cerebral.

    ResponderExcluir
  72. Olá doutor. gostaria de saber o que ocorre quando a gente ao ficar de pé, começar a tremer as pernas. Isto começa após dois minutos +/-, mas pára de tremer se a gente se escorar com a mão ou se encostar em parede ou se ficar movimentando, andando. Seria algum problema na coluna, pois trabalhei muito tempo sentado. obrigado.

    ResponderExcluir
  73. Tenho distonia generalizada, desde os cinco anos, comecei pela perna esquerda e com o tempo foi se espalhando por várias partes do corpo, passei por muitos médicos até me diagnosticar com essa distonia, tomei alguns medicamentos q não fazem muito efeito mas controla um pouco meus movimentos e graças a Deus consigo andar, com dificuldades mas ando. Agora q estou tentando um tratamento com toxina botulínica.
    Vamos la, boa sorte pra nós, portadores de distonia!!!

    ResponderExcluir
  74. meu nome é silmara tenho 29 anos e minha mão esquerda tem tido uns tique geralmente quando eu pego algum objeto minha mão joga sem direção esses dias eu estava fazendo o café e acabei derramando a chaleira de aguá fiquei preocupada pois isso tem acontecido todos os dias o que pode ser ?

    ResponderExcluir
  75. Bom dia! Meu nome é Ana, tenho 20 anos. Há algum tempo sinto uns tremores na cabeça/pescoço, como se fosse um tique. Mas isso geralmente acontecia em situações nas quais eu ficava nervosa (com vergonha), por exemplo em locais mais "chiques" e tal. Semana passada comecei a perceber que isso tem se agravado e agr mesmo que não seja em situações assim eu tenho o mesmo sintoma. As vezes chega um cliente onde eu trabalho e eu fico assim. Peço, por favor, que me ajude!

    flavia.malvao@hotmail.com

    ResponderExcluir
  76. Boa noite, Dr Rafael,
    Gostaria de adquirir um pouco mais de informações sobre a hemidistonia, para poder ajudar meu aluno, que segundo o laudo dele , o mesmo tem hemidistonia (CID G 24.9). A poucos dias atrás, ele teve uma emoção muito forte em sala de aula e começou a ter espasmos fortíssimos, onde fiquei sem saber o que fazer. Por favor, peço ajuda, preciso estar bem informada para lhe dar com essa situação. Obrigada.

    ResponderExcluir
  77. Olá, Doutor, tenho uma disfonia espasmódica, faz 1 ano que desencadeei essa doença, dava aulas, não sei se é devido a forçar muito a voz, junto com uma sinusite que tenho crônica que surgiu isso, não sei bem, fiz ressonância magnética e não tenho lesão nos gânglios da base, se for a causa emocional que desencadeei isso, pois confesso que passei muito nervoso por causa das aulas, crianças mal educadas, desrespeitando o tempo todo. Uma pergunta pode desaparecer sozinha a distonia se for emocional ou não? abraços Kátia Izu.

    ResponderExcluir
  78. Doutor, responda se puder e mande a resposta no meu email se for possível: katinha_izuassis@hotmail.com obrigada, abraços.

    ResponderExcluir
  79. DR.tenho 45 anos e de um mês pra cá tenho sentido uma dor do lado esquerdo , tipo abaixo das costelas , mas ela surge quando estou muito tensa, nervosa ou muito agitada com as tarefas da casa, do trabalho...essa dor fica por horas; as vezes até mais de um dia. Tenho pressão alta e a muitos anos faço uso de remédios para isso. Se possível , envie resposta pro meu e-mail: simoneatacadao@gmail.com

    ResponderExcluir
  80. sinto a veia do braço esquerdo pulsando muito forte chegando até a doer

    ResponderExcluir
  81. Oi, gostaria saber se pode me ajudar . Meu lábio inferior fica tendo contracoes involuntárias a 1 mês mesmo na cama. Peco ajuda meu e mail e domarcos@uol.com.br

    ResponderExcluir